Empreendedorismo criativo: 5 grandes desafios

empreendedorismo criativo

Empreendedorismo criativo: 5 grandes desafios

Compartilhe isto!

FacebookTwitterGooglePinterestPocket

Há um tempo venho adiando esse post, principalmente por ser uma pessoa que já passou por isso tudo e nunca tinha tempo/disposição/inspiração para escrevê-lo. Esse tal de empreendedorismo criativo é uma delícia, mas hoje trago 5 das maiores dificuldades do empreendedor que se arrisca sozinho!

1- Ser o faz-tudo da sua própria empresa

Talvez por economia de gastos, por estar no começo do empreendimento ou por não confiar em ninguém para realizar as tarefas, você se torna o faz-tudo da sua empresa e, no fundo, sente um orgulhinho disso. Mas, e agora: como resolver – sem enlouquecer – todos os pepinos que caem na sua mão? Como conseguir tempo de criar, produzir, divulgar, atender cliente, vender, entregar e ainda fazer almoço e assistir à Netflix no final do dia? Você não tem mais hora para trabalhar e acaba respondendo e-mail no final da noite. Mas a sensação que você tem quando dá conta de tudo no seu dia (e ainda sobra um tempo pra cervejinha + Netflix no fim do dia) é a melhor do mundo! Se organizar direitinho, todo mundo sai feliz!

2- Organizar todas as tarefas

Você se sente super bem depois de ter concluído aquela principal tarefa do dia, mas aí lembra que não respondeu aquele cliente desde o dia anterior e que esqueceu de aprovar aquele orçamento do fornecedor que te atendeu super bem naquele dia. Ou você assume uma postagem por dia no seu perfil comercial do Instagram, mas, por falta de assunto, acabou não postando nada por dois dias seguidos. Organizar as tarefas – e cumprí-las – é um assunto delicado para quem tem uma pequena empresa e tem que dar conta de todos os setores que a englobam. Por isso é importante manter sua agenda sempre em dia e com tarefas possíveis.

3- Organizar suas finanças e vendas

Esse é definitivamente um bicho de 7 cabeças no empreendedorismo criativo! Separar contas, categorizar gastos e catalogar vendas. Saber o faturamento, lucro e gastos do seu negócio… realmente é muita coisa para uma pessoa só (e que muitas vezes nem é chegada em assuntos financeiros)! Você provavelmente já teve a impressão de ter faturado muito em um mês e, ao fim dele, perceber que não estava rhyca de verdade! O contrário também é verdadeiro: aquele mês que você julgou fraquinho, na verdade te deu um lucro maior que imaginava. Uma boa organização de vendas, lucros e gastos é imprescindível para qualquer empresa sobreviver. E pode nem ser tão difícil assim 😉

4- Saber cobrar pelo seu produto/serviço

Por falar em finanças: como você se sente ao colocar preço no seu produto ou serviço? Para grande parte dos empreendedores, essa é uma das piores partes do trabalho. Você já cobrou um preço baixo por medo de as pessoas acharem seu produto ou serviço caro demais? Ou ficou na dúvida se aquilo que você estava cobrando era justo para você e para seu cliente? O que mais existe no mundo do empreendedorismo criativo são empreendedores rodeando o assunto na hora de falar seu preço, ou mesmo se justificando antes mesmo de divulgar quanto custa um produto! Questionamentos de “valor X preço” à parte, a confiança é fundamental nessa hora!

5- Realizar novos projetos de verdade

Deixa eu adivinhar: você é daqueles que tem um milhão de ideias na cabeça, mas acaba não as tornando reais por falta de organização/tempo/dinheiro/[insira aqui qualquer outra desculpa], certo? Garanto que você já planejou mentalmente um projeto novo, mas achou que tomaria muito tempo (um ano, por exemplo), deixou pra lá e – tcharam! – um ano se passou e você ainda idealiza esse projeto sem ter movido um dedo para torná-lo real. É uma triste realidade, mesmo. Colocar as ideias no papel (ou saber colocá-las) é o primeiro passo para sair dessa realidade nada empolgante.

DESENHO-2

Empreendedorismo criativo: ame-o ou deixe-o

Quem aí se identifica? Qual é a sua maior dificuldade como empreendedor criativo?

Compartilhe isto!

FacebookTwitterGooglePinterestPocket